Participe!!!

quarta-feira, janeiro 18, 2012

Chá Mate....Quente ou Frio......Não importa!!!

Eu Particularmente sou bem suspeito em falar sobre Chá-Mate.

Desde que me conheço por gente, tenho o hábito de tomar Chá Mate Gelado, pois sempre o tive como uma bebida "refrescante".

Com O passar dos anos, e com algumas informações, acabei gostando mais ainda do Chá-Mate;quando aprendi que alem de me refrescar, o mesmo seria bom para me hidratar por ser diurético e ajuda a prevenir envelhecimento precoce, diabete, doenças cardiovasculares e tumores.



Eis que  Busquei me  aprofundar um pouco mais no "Universo do Chá", e postar aqui como uma dica, e até mesmo  fonte de informação, algumas coisas sobre essa DELICIOSA BEBIDA.

Na Universidade Federal do Rio de Janeiro, a UFRJ, um estudo mostra que tomar o chá-mate barra o envelhecimento celular e, assim, prolonga a juventude. Os pesquisadores selecionaram um grupo de filhotes de camundongos e os acompanharam por um ano, até se tornarem idosos saudáveis. Daí, eles foram divididos em três grupos. Por dez meses, uma turma recebeu chámate natural — encontrado no mercado —, outra bebericou a versão diet e a terceira ficou à base de água.

"No décimo mês, quando o estudo acabou, identificamos vários genes relacionados ao envelhecimento em todos os grupos", conta o professor Samuel dos Santos Valença, do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ. "Porém, eles estavam muito mais ativados nos roedores que beberam apenas água. Aliás, alguns desses camundongos morreram no nono mês." Já entre os que sorveram mate natural e especialmente o diet, os genes da velhice ficaram em silêncio. Além disso, a pelagem desses bichos era mais bonita e sedosa.





No Rio Grande do Sul, o mate faz sucesso em forma de chimarrão. Normalmente, ele é preparado assim: coloca-se 1 colher de erva na cuia e, sobre ela, água bem quente. Depois, é só completar com mais erva.
 Com um canudo, o conteúdo é imediatamente ingerido. "Uma cuia rende de 2 a 4 litros da bebida", conta Pedro Schwengber, diretor do Instituto Escola do Chimarrão, em Venâncio Aires, no interior gaúcho. Coincidentemente, esse estado é o campeão brasileiro em um quesito nada legal: incidência de câncer de esôfago. De olho nisso, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a UFRGS, fizeram uma investigação e concluíram que a bebida pode estar relacionada à doença. "Uma das causas seria a temperatura elevada, que lesa o órgão e cria um ambiente propício para os elementos cancerígenos", conta Renato Fagundes, professor de ciências em gastroenterologia e hepatologia da UFRGS. Além disso, o chimarrão em excesso reúne substâncias que podem induzir o surgimento dos tumores. Segundo a nutricionista Sandra Soares Melo, da Univali, a temperatura é realmente prejudicial e, por isso, a água não deve ser aquecida a mais de 70 °C. Com esse cuidado, não há o que temer. "Existem outros fatores de risco entre os gaúchos, como o fumo excessivo e o consumo abundante de carne vermelha", lembra a especialista.


O extrato da erva já faz parte de uma variada gama de cosméticos. É que sua propriedade antioxidante garante proteção da pele, inclusive contra cânceres provocados por radiação solar. A ação anti-inflamatória ajuda a aliviar queimaduras do sol. E a cafeína ativa a circulação e combate a celulite. Por fim, as saponinas têm efeito bactericida. "Ainda assim, tomar o chá traz mais benefícios", avisa a dermatologista Letícia de Chiara Moço, da Clínica Dermatológica Paula Bellotti, no Rio de Janeiro.


De acordo com Deborah Harkowicz Bastos, professora da USP, o chá-mate industrializado também carrega os compostos que fazem a fama da bebida preparada em casa, por infusão. "A diferença é que apresenta sacarose ou adoçante, além de conservantes químicos."




Preparo correto
A nutricionista e fitoterapeuta Vanderlí Marchiori, de São Paulo, ensina a fazer e conservar o chá sem que ocorram perdas importantes

1. Esquente 500 mililitros de água a 65 °C
2. Coloque 1 colher (sobremesa) cheia de mate em uma jarra
3. Despeje a água quente sobre a erva
4.Deixe em infusão por aproximadamente 5 minutos
5.Depois, o chá pode ser consumido quentinho ou ir à geladeira
6.Tome a bebida em até 24 horas. Além disso, ela perde suas qualidades

Ficha da planta

Nome científico: Ilex paraguariensis
Origem: Brasil, Argentina e Paraguai
Desde quando é usada: Quando os europeus chegaram por aqui, a erva já fazia parte dos hábitos indígenas

Parceria

Clique e Confira

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Viu?

Ofertas

Videos

Loading...

Conheça Essa Loja